segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Primeiro Bispo Oblato brasileiro, Dom João Kot, OMI, atuará na Diocese de Zé Doca


A diocese que terá padre João Kot, OMI, à frente é bastante extensa. São vinte municípios numa área geográfica de 35.100 Km², parte deles estão na região do Litoral, parte estão ao longo dos 230 Km da BR-316 (de Bom Jardim até Boa Vista do Gurupi) e outros estão na região da mata. Ao todo são  vinte Paróquias, algumas com a presença, também, de religiosos, e três são desprovidas de assistência religiosa permanente por falta de Sacerdotes.

O padre polonês foi escolhido, pelo Papa Francisco, para ser o novo bispo da Diocese de Zé Doca, no estado do Maranhão. A nomeação foi no mês de julho. O sacerdote é Oblato de Maria Imaculada (OMI) e em 1994 veio ao Brasil em missão.

Na Arquidiocese de Olinda e Recife, exerceu o ministério sacerdotal entre os anos de 1995 e 2005, nas paróquias São José, em Jussaral, município do Cabo de Santo Agostinho, e Nossa Senhora Aparecida e São João Batista, na cidade de Vitória de Santo Antão.

A Ordenação Episcopal aconteceu na quadra de esportes do Colégio Damas, em Vitória, presidida pelo presidente da Comissão Episcopal dos Ministérios Ordenados e Vida Consagrada e arcebispo de Palmas (TO), Dom Pedro Brito. Ele foi bispo de São Raimundo Nonato, diocese onde Padre Kot trabalhava. A consagração foi feita pelo presidente do Regional Nordeste, dois da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, e pelo bispo emérito da Diocese de Zé Doca, Dom Carlo Ellena.

Posse 

Dom João Kot tomará posse da Diocese de Zé Doca (MA) no dia 8 de novembro. A solenidade será na Praça da Catedral de Santo Antônio de Pádua partir das 19h. A cidade fica à 320 KM da capital São Luís.

Biografia

Padre João Kot nasceu em 10 de maio de 1962, na cidade de Maków Podhalanski, arquidiocese de Cracóvia, Polônia. Em seu país de origem, estudou Engenharia Civil, História da Igreja, Teologia e Filosofia.

Foi ordenado presbítero em 20 de junho de 1992. Em 1994, veio em missão para o Brasil. De 1995 a 2000, atuou como vigário e administrador na paróquia São José, em Jussaral, município de Cabo de Santo Agostinho (PE). De 2000 a 2005, foi administrador da paróquia Nossa Senhora Aparecida e São João Batista, em Vitória de Santo Antão (PE). 

De 2006 a 2013 foi paróco da paróquia Sagrado Coração de Maria, em Campo Alegre do Fidalgo, na diocese de São Raimundo Nonato (PI). Em 2013, assumiu a recém criada paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Capitão Gervasio Oliveira (PI). Em fevereiro deste ano, foi enviado a Sumaré (SP), onde os Oblatos têm casa de formação. Atualmente, padre João Kot é conselheiro da Província Oblata do Brasil, criada em 2003.